Entenda o real motivo de Bruno, filho de Adriane Medeiros ter tirado a própria vida

0 82

No dia 23 do último mês, o filho da cantora gospel Adriane Medeiros  foi encontrado morto  na casa onde morava em Goiás. A informação que Bruno Henrique  professor de música, havia tirado sua própria vida causou grande comoção. Segundo Adriane Medeiros,  mãe do rapaz que  gravou um vídeo , ele sofria de depressão.

No entanto uma nova informação sobre o caso que está circulando em vídeos canais do Youtube, dão conta, que pouco antes de morrer, Bruno Henrique teria confessado a amiga que sofria de Borderline.

Para quem sabe, Borderline é uma doença que causa grande confusão na mente do ser humano, que pode levar a pessoa ao fundo do poço em poucos instantes, conforme divulgou o portal UOl, na coluna Viva Bem.

“Uma alegria contagiante pode se transformar em tristeza profunda em um piscar de olhos porque alguém “pisou na bola”. O amor intenso vira ódio profundo, porque a atitude foi interpretada como traição; o sentimento sai de controle e se traduz em gritos, palavrões e até socos. E, então, bate uma culpa enorme e o medo de ser abandonado, como sempre. Dá vontade de se cortar, de beber e até de morrer, porque a dor, o vazio e a raiva de si mesmo são insuportáveis. As emoções e comportamentos exaltados podem dar uma ideia do que vive alguém com transtorno de personalidade borderline (ou “limítrofe”). Reconhecido como um dos transtornos mais lesivos, leva a episódios de automutilação, abuso de substâncias e agressões físicas. Além disso, cerca de 10% dos pacientes cometem suicídio. Além da montanha-russa emocional e da dificuldade em controlar os impulsos, o borderline tende a enxergar a si mesmo e aos outros na base do “tudo ou nada”, o que torna as relações familiares, amorosas, de amizade e até mesmo a com o médico ou terapeuta extremamente desgastantes” publicou o portal em abril de 2018.

Vale ressaltar que a influêncer digital e modelo Andressa Urach também sofre da mesma doença que sofria Bruno, mas que tem procurado tratamento depois de ter abandonado quando era obreira da Igreja Universal.

Este era transtorno que Bruno revelou sofrer há anos e que já não fazia tratamento há um bom tempo, o que pode ter levado a uma depressão profunda e chegado ao limite de cometer suicídio.

A morte do jovem músico foi um baque para a mãe e para esposa. Inclusive ele contou  respondendo a perguntas recentemente em publicações em sua rede social, que está conseguindo seguir em frente com ajuda dos amigos.

“Irmã, na verdade meu mundo tinha caído. Meus sonhos, meus Planos. Tive muitos amigos me ajudando, minha família toda dando suporte. tive Deus me consolando, em nenhum momento pensei em tirar minha vida. Percebi que é egoísta tirar a própria vida e como machuca na alma. Sempre fui de postar foto minha e dele antes dele de morrer. E o único propósito de eu me expor é mostrar a glória de Deus através da minha vida. Que se eu estou bem é porque ele me mantém de pé. E que se eu aguento uma dor dessas, outras pessoas também podem aguentar. O obvio que vejo, é que o inimigo veio pra destruir  famílias, infelizmente minha família foi destruída. Porém os meu sonhos não morreram. Ainda serei uma ótima profissional, uma ótima esposa, uma ótima dona de casa e principalmente serei uma ótima mãe. Os sonhos de Deus para minha vida não serão frustrados. Muitas pessoas querem me ver abadada chorando e destruída. Dizem que não sofro e nem não luto. Eu só tenho a dizer que estou em paz porque tenho Deus e os planos imensos dele”, Disse Lari  Lima Godoy.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More